A Rede

Este é um espaço de encontro e formação do Prêmio Itaú-UNICEF Em Rede, que tem como objetivo aproximar, apoiar e ampliar a visibilidade de atores sociais que mobilizam ações pela defesa e garantia de direitos de crianças, adolescentes e jovens em todo o país.

Aqui estão disponibilizadas informações sobre a Rede, bem como estratégias de mobilização que auxiliam os participantes a articular suas redes locais e a alcançar o Selo de Mobilizador credenciado pelo Prêmio Itaú-UNICEF.

O Selo de Mobilizador visa reconhecer e valorizar participantes da Rede que demonstrarem alta capacidade de mobilização em seus territórios e de criar redes de relacionamento em torno das temáticas infância, adolescência e juventude. Para receber esse selo, o participante deverá cumprir uma série de desafios que serão propostos aqui, de acordo com critérios específicos.

Os desafios

Buscando o engajamento e a qualificação dos mobilizadores, ao longo do ano dinamizadores da Rede lançam aqui e na página do Prêmio Itaú-UNICEF Em Rede, no Facebook, alguns desafios. A proposta é oferecer subsídios para a realização de atividades nos territórios e nas redes digitais, além de estimular os participantes a demonstrarem sua capacidade de mobilização em torno das temáticas.

Para comprovar o cumprimento de cada desafio, os participantes devem realizar formações, apresentar relatos e compartilhar registros das atividades no grupo aberto do Prêmio Itaú-UNICEF Em Rede, no Facebook.

Clique nos botões abaixo para conferir os desafios:


Desafio 1 – Construindo a história do eu, você e todos nós (#eunotodo)

Já estamos juntos nesta Rede há quase um ano, mas será que nos conhecemos?

Cada um de nós tem histórias que podem mover os outros. A partir de histórias, aprendemos a nos apresentar, a enfrentar escolhas difíceis, situações desconhecidas e resultados incertos, porque cada um de nós é o protagonista da própria história, enfrentando desafios cotidianos, fazendo as próprias escolhas e aprendendo com os resultados.

Mas as histórias não apenas nos ensinam como agir – elas nos inspiram a agir. Histórias comunicam nossos valores por meio da linguagem do coração. É o que sentimos – esperanças, cuidados, obrigações – e não apenas o que sabemos que pode nos inspirar com a coragem de agir.

Antes de decidir que parte de sua história vai contar, pense sobre essas questões:

  1. Por que me mobilizei para trabalhar com educação?
  2. Quais são os valores que me movem para agir?
  3. Que histórias eu posso contar da minha própria vida sobre pessoas ou eventos que mostrariam como eu aprendi sobre esses valores?
  4. Quais são as experiências da minha vida que moldaram os valores que me convocaram para a liderança?
  5. Como eles podem inspirar outras pessoas?

Reflita sobre o desafio e encontre o resultado em sua história. Pode ser algo que você aprendeu, experienciou, algo que te mobilizou. Histórias poderosas trazem imagens às mentes de seus ouvintes, por isso use seu potencial mobilizador para contar a história em um texto breve ou em um vídeo de até 2 minutos ou ainda, usando sua criatividade para apresentar essa história. O desafio será considerado cumprido quando postarem as histórias na Rede usando a hashtag: #eunotodo

Não deixe de conhecer as histórias dos outros, elas podem revelar muito sobre você, trazer inspiração, aprendizado, parceria e ainda revelar novas histórias, do agora!

A partir do dia 25/05 começaremos a reunir essas histórias para criar um grande mosaico e transformá-las em histórias coletivas.

Desafio 2 – Ação de Mobilização Local (#mobilizalocal)

O primeiro desafio nos convidou a reviver as histórias e motivações que nos colocaram no caminho da educação (#eunotodo) e com isso pudemos conhecer melhor algumas pessoas que participam dessa rede, que é viva, orgânica e está constantemente sendo construída e reconstruída.

Para agora, que tal olharmos para a organização ou o coletivo em que estamos e desenvolvemos nosso trabalho e refletir sobre as seguintes questões:

  • Quais motivos fizeram essa organização ou coletivo surgir?
  • Quais são os valores que guiam e movem a organização ou o coletivo?
  • O que a organização ou o coletivo quer transformar?
  • O que a organização ou o coletivo faz para que essa transformação aconteça?
  • Como essa transformação envolve as crianças, os adolescentes e os jovens?
  • Como essa transformação faz sentido e é multiplicada na comunidade onde eu e a organização ou coletivo atuamos?

Tendo tudo isso em vista…

O Prêmio Itaú-UNICEF em Rede propõe o segundo Desafio: a realização de uma ação de mobilização local para que algumas dessas perguntas sejam refletidas coletivamente, com toda a organização ou o coletivo, para quem e com quem a gente trabalha, com as famílias, com as escolas e com a comunidade como um todo.

E aí, você e sua organização ou coletivo têm uma ideia? Preencha o formulário e compartilhe conosco.

Vamos juntos colocar a mão na massa!

Atenção!O segundo Desafio PIU em rede será considerado cumprido quando compartilharem o registro da ação (vídeo, fotografias e relato) na página do grupo do PIU Em Rede, no Facebook.

No compartilhamento, é necessário utilizar a hashtag #mobilizalocal.

Desafio 3: História do Agora (#educaragora)

Passamos pelas histórias individuais de como nos conectamos com a educação (#eunotodo); depois fomos convidados a articular essas histórias com o nosso trabalho, propondo ações locais de mobilização (#mobilizalocal). Se você ainda não realizou os dois primeiros desafios, ainda dá tempo!

Neste momento, seguimos para a história do agora que convoca cada um e uma de vocês a olhar e refletir sobre um dos grandes desafios atuais: a valorização do educador.

Missão 1

• Converse com amigos e colegas de trabalho: por que este tema é tão importante neste momento?

Missão 2

• Procure se lembrar de quem foram seus educadores. O que te encantou neles? Eles estão na sua cidade? Faça a eles uma visita e conte como se lembra.
• Procure um amigo ou amiga que seja educador(a) e faça uma entrevista sobre suas alegrias e tristezas. Pergunte a eles como descreveriam um bom educador.
• Converse com as crianças, adolescentes e jovens para saber como descreveriam um bom educador.

Missão 3

• Imagine como o Brasil poderia valorizar mais seus educadores, para além da questão salarial. Converse com outras pessoas e busque mais ideias.

Depois de realizadas as três missões, compartilhe na Rede as suas reflexões/entrevistas utilizando a hashtag #educaragora. Lembrando que o desafio só será considerado cumprido após a postagem.

Iniciativa
Marca da Fundação Itaú Social Marca da Unicef
Coordenação Técnica
Marca da CENPEC
Parceria
Marca da Futura Marca da CONGEMAS Marca da UNDIME
Apoio
Marca da CONSED Marca da Todos Pela Educação